sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Fundação Heal the World


A Fundação Heal the World é uma organização de caridade fundada pelo artista Michael Jackson em 1992. A criação da fundação foi inspirada pelo seu single, de mesmo nome. Em sua fundação, Jackson deu aulas sobre o uso de drogas e bebidas alcoólicas e doou milhões de dólares para crianças pobres, incluindo o total pagamento do transplante de uma criança da Hungria.


Ações da Fundação Heal the World

Na Fundação Heal the World, Michael lutou para providenciar medicina para as crianças pobres, lutou para acabar com a fome mundial e também com o abuso e exploração sexual. Ele também levou inúmeras crianças pobres para se divertirem no parque de diversões de seu enorme Rancho Neverland.

Dinheiro para a Fundação

Para conseguir uma boa quantia para sua Fundação, Michael arrecadou dinheiro de sua turnê do disco Dangerous, também o dinheiro de sua música Earth Song e das vendas de uma revista que continha fotos de seu filho Prince Michael em 1997.

Fechamento e Reinauguração

Em 2002, a Fundação foi fechada devido a falta de arrecadações e o alto números de dívidas adquiridas.

Em 2008, Heal the World foi reinaugurada, porém desta vez com uma nova equipe da Administração.

Michael e outras Causas Humanistas

Com a criação da Fundação Heal the World, Michael demonstrou grande interesse em causas humanistas como a igualdade e a paz no mundo. Músicas como "Can You Feel It", "We Are the World" e "Man In The Mirror" são grandes provas disso. Michael também doou milhões de dólares para a caridade, incluindo 5 milhões que ele e seus irmãos haviam ganhado no Victory Tour.

Em 1984, enquanto filmava um comercial para a Pepsi, Michael sofreu queimaduras de segundo grau em um acidente que aconteceu. Assim, ele construiu com 1 milhão e meio o Michael Jackson Burn Center, que ajudou pessoas com queimaduras.

Pouco depois, Jackson foi chamado pelo na época Presidente Americano, Ronald Reagan para receber um prêmio por todas suas caridades e por todas as pessoas que ajudou. Michael recebeu o prêmio.

Em 1985, em uma parceria com o também cantor Lionel Ritchie escreveu e foi um dos intérpretes da música We Are the World para ajudar pessoas pobres na África e nos Estados Unidos.






Um comentário:

ROSANE disse...

maravilhoso poema, maravilhosas postagens..teu blog tá muito bonito Mell... bjs

Postar um comentário